Lixo é problema ou solução?


Para muitos o lixo pode ser um problema. Por exemplo, para o pescador porque destrói a sua fonte de renda, uma vez que o lixo tenha alcançado as fontes de água.

Para a saúde o lixo é um grande problema em razão da proliferação de insetos, germes e abrigar todo tipo de contaminantes.

Já para os expertos em soluçã mágicas, o lixo é uma grande solução, porque são contratados com o dinheiro dos impostos, para transportar o lixo e esconder am algum lugar distante dos olhos dos produtores do mesmo lixo. Nessa contratação sai o meio de todo tipo de submundo, desde licitação mal administradas até valores exorbitantes.

Mas o que fazer? Esta pergunta pode ter sido feita há muito tempo, porém é tão presente quanto os lixões ou depósito de lixo.

A solução pode ser mais simples do que parece, o país tem excelentes universidades, e hoje fala-se tanto em interdisciplina, seria então a oportunidade que se tem para lançar o desafio de iniciaçã científica, remunerada, para que se encontre uma solução. E para surpresa de muita gente, há ótimas e excelentes soluções, que se implementadas, descobre-se que o lixo, hoje um problema, é na realidade uma excelente fonte de matéria prima de custo próximo de zero, e um porta aberta para a ampliação e aprimoramento das tecnologias por meios científicos, pois a ciência, tal como a vida, está em constante evolução.

Falta na verdade, vontade política de resolver, falta pesquisas e estudos sérios por pessoas sérias que pense na humanidade e não somente no seu título acadêmico, na sua descoberta. Os resultados de todos os estudos devem ser imediatamente revertido ao ser humano para melhoria da qualidade de vida.

http://konlinux.com – fundada em 2002 – Conhecimento é um bem da humanidade.

2 comments on “Lixo é problema ou solução?

  1. Solução há, o que não existe é vontade política.

    Se os eleitores votarem em projetos e cobrarem os resultados, abrir-se-á caminhos para as soluções.

    Os governos em todos os níveis, municipal, estadual e federal fazem vista grossa ao problema que o Lixo representa.

    Com determinação e investimento, certamente as Universidades, os Colégios, as Escolas e os clubes de serviços como Rotary, Lions e Outros contribuiriam com projetos e estudos para viabilizar a determinação de que o Lixo é matéria prima rica e de custo muito baixo, quando comparado aos riscos e danos que esse mesmo lixo causa.

    As razões do descaso são palpáveis, visíveis e claras: O lixo alimenta um descaminho de tal ordem que é perigoso tocar no assunto.

    01- Vai para uma terra de um proprietário qualquer, a que custo?

    02- É transportado por uma empresa qualquer, quem são os donos ? Quanto custa? E quanto de combustível é queimado para o transporte desse lixo, poderia ser perguntado, a fumaça dos escapamentos dos veículos velhos e sem conservação vai para onde?

    03- As cooperativos fazem o que depois que trata uma parte desse lixo, pois todos sabemos, que mesmo o lixo gera resíduos. Um gerente industrial sabe o quanto é preocupante esse novo resíduo, pois a concentração de monóxido e dióxido é até 10 mais alta do que os resíduos de matéria prima bruta.

    04- Não citaremos as môscas, os ratos, os insetos de toda espécie, os desocupados que usam os lixões para suas atividades ilícitas e por ai vai.

    05- É possível pensar no assunto e buscar uma solução possível? Sim,
    06- Algum político deseja escrever o seu nome para as próximas gerações, como Newton, Galileo, Darwin, Aristóteles, Sócrates? Sim, mas não o querem, pois o bolso hoje é bem mais egoísta do que a simples saudade e memórias póstumas!
    Darcy – Conhecimento é um bem da humanidade.

    Like

  2. Por Rosilene Neiva de Oliveira

    Durante décadas no Brasil o problema dos resíduos sólidos (lixos) eram encarados como parte do saneamento básico: água, esgoto e lixo, seguindo esta mesma ordem de importância. O desenvolvimento da consciência ecológica vem dando destaque aos resíduos sólidos, à sua problemática e às suas conseqüências desastrosas para o meio ambiente.

    As autoridades brasileiras ainda tratam o lixo como o último tópico do saneamento básico, apesar do crescimento em todo o país dos lixões que abrigam milhares de trabalhadores em condições sub-humanas, além de propiciarem a contaminação do solo e das águas.

    Soluções simples para o tratamento do lixo nos grandes e pequenos centros urbanos brasileiros já provaram ser eficientes. Temos, portanto, que encarar como um problema que necessita de resolução a partirmos para uma solução.

    Os passos que levam a solução parcial do problema são:
    · Acondicionamento do resíduo sólido (lixo);
    · Transporte do resíduo sólido (lixo);
    · Coleta seletiva;
    · Reciclagem;
    · Armazenamento do resíduo final;
    · Outros.

    Os primeiros passos são o acondicionamento e o transporte do lixo, com o estabelecimento de medidas legais que permitam a organização do sistema de limpeza dando início a um melhor funcionamento de todo o sistema de higienização das ruas e do meio ambiente. Dentro das residências, estabelecimentos comerciais, hospitalares e indústrias deverão ser feitos os acondicionamentos necessários, pois reduzem as possibilidades de contaminação até o seu destino final. O transporte constitui fase importante e requer boa parte dos recursos financeiros disponíveis, sendo aconselhável fazer a coleta em dias alternados para baixar os custos.

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s